Espondiloartropatias

0
465

O que é Espondilite Anquilosante?

A Espondilite Aquilosante (EA) é uma doença inflamatória que afeta primariamente a coluna cervical e lombar, quadris e ombros. Pode acometer joelhos, tornozelos, calcanhares.

Que pessoas pode ter Espondilite Anquilosante?

É um pouco mais frequente no sexo masculino. Geralmente, aparece antes dos 40 anos, mas pode iniciar-se na infância e adolescência.

O que causa Espondilite Anquilosante?

É uma doença com forte associação genética. O marcador genético chamado HLA-B27 está presente em 80 a 98% dos pacientes brancos com EA, em contraste com 8% da população geral.  Agentes infecciosos como a bactéria Klebsiella pneumoniae foi implicada no aparecimento da doença.

Quais são os sintomas?

O quadro característico é dor na região lombar há mais de 3 meses. A dor é pior a noite e pela manhã, inclusive fica difícil permanecer na cama e melhora com o decorrer do dia. Ao se levantar, a pessoa pode mancar um pouco devido a dores na região do calcanhares. Dores em ombros e quadril são mais frequentes nos primeiros anos de doença. Artrite em joelhos e tornozelos podem estar presentes em qualquer fase da doença. Se não diagnosticada, a EA pode levar a destruição das articulações e calcificações de ligamentos e tendões com perda progressiva da mobilidade e à uma postura com o pescoço para frente, perda da curva da coluna lombar e joelhos fletidos.

A Espondite pode acometer outros órgãos?

Manifestações articular são: inflamação dos olhos (uveíte anterior). Geralmente, acomete um olho de cada vez. Cada episódio dura de 2 a 3 meses, vai e volta, mas felizmente não costuma provocar perda da visão.  Quem tem HLA-B27 no sangue tem mais chance de ter problemas nos olhos. Envolvimento cardiovascular como problemas na válvula aórtica, arritmia e pericardite podem ocorrer. Acometimento pulmonar é raro e aparece após mais de 10 anos de doença. A principal manifestação pulmonar é a fibrose na parte superior dos pulmões. As cavidades formadas podem ser contaminadas com fungos e bactérias. Devido à localização pode ser confundida com tuberculose. Podem ocorrer fraturas nas vértebras, compressão de nervos na coluna, artrose e osteoporose precoce, pela falta de mobilidade. Comprometimento dos rins, quando ocorre, é devido ao uso de anti-inflamatórios de maneira indiscriminada ou a depósitos de uma proteína chamada IgA , que causa perda de proteínas e sangue na urina. Em pessoas com muitos anos de doença, pode ocorrer depósito de uma substância chamada amiloide.

Como se faz o diagnóstico?

O Exame físico realizado pelo reumatologista é essencial para o diagnóstico. Testes de Schöber  ( uma medida da flexão anterior da coluna), medida da expansibilidade torácica e da flexão lateral da coluna são os testes mais utilizados. O médico vai solicitar exames radiológicos para confirmar e decidir sobre o melhor tratamento.

Como é o tratamento da Espondilite Aquilosante?

O tratamento visa melhorar a inflamação, manter a mobilidade, a postura e melhorar a qualidade de vida. Além dos anti-inflamatórios, imunossupressores e medicamentos biológicos, sob a forma de injeções, melhoraram muito o prognóstico da EA. Exercícios físicos como natação, hidroginástica, Pilates são essenciais.

DEIXE UMA RESPOSTA